Header Ads

Cassiano se preparava para enfrentar com o Papão o líder da Série B, o Fortaleza


Os planos do atacante Cassiano de voltar a defender o Paysandu e até marcar gol, amanhã, contra o Fortaleza-CE, ex-clube do atleta, ruíram ontem, após o Departamento de Saúde bicolor vetar a atuação do maior goleador do clube na temporada, com 20 gols, na partida, pela 13ª rodada da Série B do Brasileiro. “O Cassiano, que vai continuar em tratamento na região pubiana, também não enfrentará o Fortaleza”, anunciou o médico Joaquim Ramos, chefe do DS, após falar sobre o impedimento do zagueiro Perema, que também ficará de fora da partida. O defensor ainda não está totalmente refeito das dores que sente no pé direito.

Cassiano, que desfalcou o Papão na partida passada, contra o CRB-AL, ainda apresenta problema na região pubiana, daí a decisão dos médicos de não liberarem o atleta, temendo que o quadro se agrave. O jogador, que participou normalmente do treino da quarta-feira, no Mangueirão, palco do jogo, já até havia afirmado que não pretendia comemorar, caso entrasse em campo e conseguisse balançar a rede do adversário. A decisão seria, segundo ele, em respeito ao Tricolor, clube pelo qual disputou a temporada 2015.

“É um time onde fui muito feliz”, afirmou Cassigol. “Então tenho muito respeito pela instituição e pelas pessoas que trabalham lá. Então se eu fizer gols, em respeito a eles não vou comemorar”, avisou. “Seria um momento especial pra mim, mas acredito que não deva comemorar não. Não ficaria bem tanto pra mim quanto para o momento que eles estão vivendo lá”, prosseguiu. Esta seria a primeira vez em que o jogador entraria em campo para enfrentar a ex-equipe.

O atacante, que não faz gols há três partidas, fato que, segundo ele, “já começa a incomodar”, esperava, no entanto, voltar a balançar o barbante, como se diz. “Ano passado joguei 20 jogos e fiz quatro gols e não ficava tão incomodado. Agora que peguei o gostinho né começa a incomodar”, brincou o jogador, se referindo a sua passagem pelo Brasil-RS, com a camisa do qual balançou por duas vezes a rede bicolor em jogo também da Série B. O atacante voltou a colocar a artilharia em segundo plano, dando importância maior a vitória de sua equipe, independente se com gol dele ou não.

“O importante é ajudar a equipe a buscar as vitórias. É isso que eu sempre digo. Se eu conseguir fazer gol, melhor ainda, mas o foco é ajudar o time a sair com a vitória”, comentou Cassiano. Como a partida seguinte do Paysandu já será na quarta-feira, 4 de julho, contra o Coritiba-PR, fora de Belém, dificilmente o atacante já estará liberado para voltar a entrar em campo.

DOL
26/06/2018

Nenhum comentário

+ Lida da semana

Tecnologia do Blogger.