Header Ads

Copa Verde: A primeira vez de Carandina



Embora tenha deixado de lado as comemorações do Paysandu pelo título da Copa Verde conquistado na véspera, ontem, o volante Nando Carandina não conseguia esconder o seu contentamento pelo feito alcançado por ele e os seus companheiros na final. E o motivo era justificável.

“Foi meu primeiro título da minha carreira”, contou o jogador, de 28 anos, cujo início no futebol profissional se deu em 2010, no Taquaritinga-SP. De lá pra cá, o meio-campista defendeu outras oito equipes, sem, no entanto, levantar um troféu de campeão. Além do título, ele ainda foi eleito o principal jogador da partida.

“É um marco. Ser campeão e eleito o melhor em campo foi uma coisa diferente, ainda mais na minha posição. Normalmente nas finais é um meia, um cara que faz o gol que acaba sendo eleito o melhor em campo”, disse Carandina, que dividiu os méritos pela noite feliz que teve na quarta-feira.

“Agradeço não só a Deus e aos meus familiares, mas também todos da equipe “, declarou. O volante, autor da assistência para o gol de empate do Papão, anotado pelo meia Pedro Carmona, revelou ter tido uma conversa particular com o companheiro antes do jogo.

“Ele me falou, ‘Carandina, sabe que preciso de só cinco minutos’ e eu disse que sabia”, contou. Não foram cinco, mas oito para que o gol de Carmona se concretizasse, o que deixou o volante bastante satisfeito, conforme afirmou. “Acho que ele era o cara que merecia esse gol para tirar um pouco desse peso pelo tempo que passou lesionado”, lembrou.

(Nildo Lima/Diário do Pará)
18/05/2018

Nenhum comentário

+ Lida da semana

Tecnologia do Blogger.