Header Ads

Paysandu já tem nove atacantes no grupo e o 10º pode chegar

Segundo informações de bastidores, Moisés gostou da proposta para vestir a camisa bicolor em 2018 (Foto: Divulgação/Vila Nova)

Com um total de 14 novos jogadores contratados, o Paysandu ainda pretende aumentar a lista de atacantes do clube antes do início do Parazão, primeira competição a ser disputada pelo time este ano. Até aqui são nove jogadores da posição e a bola da vez, conforme admitiu o executivo bicolor, André Mazzuco, é Moisés, que está no Vila Nova-GO, mas não descarta a sua saída do Tigre Goiano. O jogador, de 31 anos, e a direção do Vila gostaram da proposta feita pelo Papão e que deve incluir alguma vantagem para o clube de maior torcida no estado de Goiás.

“Já tivemos algumas conversas. Existe a possibilidade, mas até agora não tem nada concretizado, até pelo fato de o atleta ainda pertencer ao Vila”, comentou Mazzuco. O executivo destacou as qualidades e a rodagem do atacante. “O Moisés é um atleta que, mesmo a distância, a gente já acompanha há algum tempo. Trata-se de um atacante já bastante experiente e que tem uma história interessante no futebol”, disse o funcionário bicolor. Ele negou ter existido a possibilidade de o Paysandu envolver na negociação de Moisés a transferência de Leandro Carvalho, que já está no Botafogo-RJ, para o Vila Nova.

“Essa chance de o Carvalho ir pra lá para o Vila nunca existiu. Nunca sequer chegamos a incluir isso nas negociações”, assegurou Mazzuco. Por sua vez, o diretor de futebol do Vila, Felipe Albuquerque, revelou que as negociações entre Paysandu, Moisés e Vila já se arrastam há algum tempo. “Na verdade há um mês estamos conversando, eu, o Mazzuco e o presidente Tony Couceiro, sobre a saída do atleta aqui do Vila Nova”, contou o cartola goiano, que, por estar próximo do atleta, tem mantido contatos cotidianamente para tratar da questão.

ATAQUE BICOLOR

Até aqui, o Papão tem em seu elenco nove jogadores de ataque. A lista conta com os jogadores Matheus Dias e Anderson, promovidos da base, além de Magno, Peu, Tiago Mandi, Mike, Cassiano, Renan Gorne e Yilmar Filigrana. Com a possível vinda de Moisés, o Papão chegaria ao 10º atleta da posição.

Prazo para definição é até o final da semana

O diretor do Vila, Felipe Albuquerque, afirmou que provavelmente até o próximo final de semana a vinda ou não do atacante Moisés para a Curuzu estará resolvida. “Se o atleta entender que será interessante pra ele sair, até o final de semana estaremos resolvendo essa situação”, adiantou Albuquerque. O dirigente deu a entender que a saída de Moisés do clube goiano estaria condicionada ao pagamento, por parte do Papão, de alguns valores que o Vila deve ao atleta. “Temos algumas pendências financeiras com o atleta e estamos vendo como vamos sanar isso”, declarou o cartola, evitando falar em números.

Albuquerque admitiu que Moisés tem um dos maiores salários do elenco do Tigre goiano e que isso tem, pelo que disse nas entrelinhas, dificultado a permanência do atacante no clube. “Ele é um dos atletas mais caros do nosso elenco e está há mais tempo aqui”, explicou. “O jogador reconhece que a proposta feita pelo Paysandu é bastante positiva”, declarou. O diretor explicou ainda que o contrato de Moisés com o Vila vai até o final de 2018 e que o atleta tem sido bastante procurado, mas um detalhe pesa a favor do Papão. “O jogador informou que não pretende contrato curto, como ofereceram os clubes de São Paulo, mas sim um vínculo de maior duração, como o que foi oferecido pelo Paysandu”, disse.

(Nildo Lima/Diário do Pará)
04/01/2018

Nenhum comentário

+ Lida da semana

Tecnologia do Blogger.