Header Ads

Léo Rosa dá ultimato ao Leão e pretende acionar o clube na justiça

Léo foi um dos jogadores mais criticados pela torcida nesta temporada, com um futebol abaixo da média (Foto: Mauro Ângelo)

Desde a eliminação do Clube do Remo na Série C do Brasileirão, ainda no começo de setembro, o objetivo do departamento de futebol azulino era sentar com os jogadores do elenco na tentativa de fazer acordos de liberação de forma tranquila. Passados mais de 40 dias, as rescisões no Leão Azul ainda são prioridade, no entanto, o lateral-direito Léo Rosa garante que, no decorrer desse tempo, em nenhum momento foi procurado pelos dirigentes. Por isso, com a vigência do seu contrato terminando hoje, o lateral, caso não seja procurado imediatamente pelos diretores, acredita que uma ação na Justiça do Trabalho é a única opção viável.

Segundo Léo, todos os jogadores do Remo entraram em acordo, seja por liberação ou empréstimo. Contudo, além de nada ter sido repassado financeiramente, há quase 20 dias o clube não entra em contato com ele. “No início, houve uma conversa geral. Mas, com o tempo, esqueceram de mim. Todos foram emprestados ou liberados de vez, mas comigo nada. Cansei de ir na sede e ficar como palhaço. E nem me ausentando me procuraram. Meu contrato termina hoje e, caso não me procurem para resolver alguma coisa, o jeito é o meu advogado acionar a Justiça”, explicou o lateral.

O Clube do Remo possui uma pendência de três salários e meio com o jogador. Ainda de acordo com o atleta, além de não receber o que é seu por direito, a indefinição fez com que Léo ficasse incapacitado de defender outras equipes neste período. “Jogador de futebol é um profissional como qualquer outro. Se não joga, não ganha. Tive de dizer não para o Tapajós, Carajás, por causa disso. Se não me procurarem até os próximos dias, infelizmente será na Justiça”, afirmou o lateral Léo Rosa. Procurados pela reportagem do Bola, os diretores de futebol do Leão Azul não deram nenhuma posição sobre o tema.

PARA ENTENDER

Caso leve sua intenção adiante, Léo Rosa será o segundo jogador desta temporada a acionar o Clube do Remo no tribunal. O primeiro foi o lateral-esquerdo Gerson, que cobra um valor superior a R$130 mil, com audiência marcada para o mês de março do ano que vem

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

Nenhum comentário

+ Lida da semana

Tecnologia do Blogger.