Header Ads

Dirigentes do Paysandu não se entendem sobre início das obras do CT


Após circular nas redes sociais que o Paysandu já tinha conseguido as licenças para começar as obras do Centro de Treinamento do clube, no bairro de Águas Lindas, em Belém, o vice-presidente de gestão do time, Ricardo Gluck Paul, confirmou a informação ao DOL nesta sexta-feira (27).

Questionado sobre quando começariam as obras do CT após conseguir as licenças, o vice-presidente disse que ainda não tem uma data definida. “Queremos implantar o Centro de Treinamento até 2020, que é feito por etapas. É questão de planejamento estratégico. Estávamos com foco total na licença, agora vamos marcar uma reunião para planejar as próximas etapas”, disse Ricardo Gluck Paul em entrevista ao DOL.

Procurando saber mais detalhes sobre as obras, a equipe do DOL entrou em contato com o presidente do clube, Tony Couceiro, que negou a informação. “Ainda não temos a licença em mãos. Não sabemos quem inventou essa informação. Eu estou responsável por essa parte e digo que ainda não recebemos”, afirma.

Entretanto, uma fonte da Prefeitura de Belém confirmou ao DOL que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) já deu o parecer de liberação da licença e encaminhou para o Central de Análise de Projetos (CAP), órgão municipal responsável por liberar licenças.

Adquirido no final de 2016, na gestão do ex-presidente Alberto Maia, o Centro de Treinamento do Paysandu, está com as obras paradas.

O diretor de Obras e Patrimônio do clube, Leonardo Lopes Maia, explicou em junho deste ano, que a documentação permitirá ao Paysandu fazer o desmatamento de parte dos 118 mil metros quadrados da área, preservando árvores nobres, entre elas castanheiras e pau d’arco, espalhadas pelo terreno, conforme exigência da Sema. Em função dessa característica da área, o projeto inicial do CT teve de ser modificado algumas vezes, o que colaborou para esse atraso.

(DOL) 27/10/2017

Nenhum comentário

+ Lida da semana

Tecnologia do Blogger.