quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Re-Pa pode abrir Parazão


A expectativa pelo primeiro clássico Rei da Amazônia que vai ser realizado ano que vem, no Campeonato Paraense de Futebol, pode ser superada antes mesmo do que os torcedores imaginam. É que o confronto entre Remo e Paysandu, que estava previsto para ocorrer no dia 4 de fevereiro, pode ser antecipado e abrir a primeira rodada da competição. De acordo com a Federação Paraense de Futebol (FPF), como o UFC vai ser realizado no Mangueirinho um dia antes do Re-Pa, no dia 3 de fevereiro, a logística para o jogo pode ficar difícil.

“Ainda não está nada certo, porque nós vamos primeiro reunir com os clubes pra saber o que eles acham”, explica o diretor de competições da FPF, Paulo Romano. “Nossa ideia é que seja ainda na primeira rodada do Parazão para não comprometer a logística do jogo. Vamos reunir na próxima quinta-feira (hoje) e depois confirmamos”, avisa.

FALA, TORCEDOR!

Em 2004, ainda na primeira rodada, Remo e Paysandu abriram a competição onde a equipe do Leão levou a melhor por 1 a 0, mas não é apenas essa recordação que o torcedor do Paysandu, João Gabriel tem. “Na primeira rodada é muito ruim, porque os times vêm de uma pré-temporada e faz com que eles entrem em campo ainda desentrosados”, avalia. “Geralmente em uma primeira rodada não se tem muitos torcedores, porque o que chama mais os torcedores são as campanhas do clube”, avalia o torcedor do Remo Adriano Rebelo.

DOL
23/11/2017

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Sessão na Câmara debate liberação de bebidas alcoólicas nos estádios de Belém

Vereadores agendam sessão especial para o próximo dia 14, com a presença de representantes de clubes da capital, FPF, órgãos de segurança e a população

No Mineirão, em Minas Gerais, é permitida a venda de bebidas alcoólicas (Foto: Maurício Paulucci)
o próximo dia 14, às 15h, será realizado um debate na Câmara Municipal de Belém (CMB) sobre a possibilidade de liberação de bebidas alcoólicas nos estádios de Belém. Atualmente é proibido o comércio e o consumo dentro das praças esportivas do Pará. A discussão ocorrerá em sessão especial e terá representantes dos clubes belenenses, da Federação Paraense de Futebol (FPF), de órgãos de segurança pública, vereadores e a população em geral.
O tema foi sugerido pelo presidente da casa, o vereador Mauro Freitas (PSDC), no último dia 29, e o agendamento da sessão especial foi aprovado por unanimidade. A justificativa utilizada por Freitas é de que torcedores ficam sujeitos a roubos e assaltos no entorno dos estádios, onde é permitida a venda de bebidas.
– O torcedor fica horas do lado de fora a mercê de bandidos, consumindo bebida alcoólica até o último minuto antes de começar a partida. O que acontece é que quando o jogo inicia, todos querem entrar juntos e acontece uma confusão nas catracas e os furtos – afirmou.
Não é a primeira vez que a questão é colocada em discussão. Em 2015 dois Projetos de Lei buscaram a liberação. No âmbito estadual, era de autoria do deputado Milton Campos (PSDB) – hoje inclusive diretor de futebol do Remo. Seu PL foi aprovado na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), mas o governador Simão Jatene utilizou seu poder de veto alegando "inconstitucionalidade".
Já no contexto municipal, o Projeto de Lei de liberação é autoria da vereadora Marinor Brito (PSOL) e conta com emendas de Mauro Freitas. Tais emendas tratam da regulamentação das bebidas, ou seja, em quais locais dentro do estádio elas serão comercializadas e em quais horários. Por exemplo, pode ser determinado que a venda de bebida alcoólica aconteça até os 15 minutos do segundo tempo. Tudo isso será rediscutido no próximo dia 14.
– Proibiram a bebida nos estádios de Belém e a violência só aumentou dentro e fora. Isso não é justificativa. Porque na Copa, quando o mundo todo veio para o nosso país, foi liberado, organizado e aqui não pode? Estamos atrasados – argumentou a vereadora.

Vereadora Marinor Brito esteve no último sábado com o presidente do Remo, Manoel Ribeiro, em busca de apoio para o seu Projeto de Lei (Foto: Divulgação/Remo)

Em 2015, ainda sem as emendas e apesar de ter sido aprovado pela maioria da CMB, o PL de Marinor Brito foi vetado pelo prefeito Zenaldo Coutinho. Há na Câmara quem concorde com a visão do gestor da cidade. É o caso do vereador Paulo Bengtson (PTB).
– Tem gente que vai para se divertir, mas também tem gente que vai mal intencionada. Alcoolizada, a pessoa perde a noção do que faz. Não podemos incentivar a violência – alegou.
Outros sete estados brasileiros já liberaram a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas dentro dos estádios: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul.
– Se feito com moderação, organização e fiscalização, dá certo. Vamos nos igualar as grandes capitais e evoluir com essa liberação – frisou o vereador Dr. Elenilson (PTdoB).
O resultado dessa sessão especial que ocorrerá no dia 14 será levado ao prefeito de Belém, que tomará ciência do que foi debatido. Em outra sessão, que ainda não tem data e horário confirmados, os vereadores votarão para recolocar em pauta o Projeto de Lei de Marinor Brito, já com as emendas atualizadas.

Entenda o caso

É ilegal a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nas dependências dos estádios do Pará há quase dez anos. Há duas publicações que tratam do assunto: a primeira é a Resolução 1/2008 da CBF, que proibiu “nos estádios que sediem partidas de futebol integrantes de competições coordenadas pela CBF, cujas partidas são organizadas pelas federações e pelas entidades de prática desportiva detentoras do mando de jogo (clubes)”.
A segunda é a Lei 12.999/2010, também conhecida como Estatuto do Torcedor. Em seu artigo 13-A está vetada a entrada e a permanência nas praças esportivas com “bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar a práticas de atos de violência”.
O Regulamento Geral de Competições da CBF, em seu artigo 99, obriga que se siga a Resolução 1/2008 em todas as cidades ou estados que não possuem legislação própria dizendo o contrário. "A venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios que sediarem as partidas das competições seguem as prescrições de Resolução da Presidência da CBF, sem prejuízo da observância da respectiva legislação estadual ou municipal".
Fonte : Globoesporte-PA
                                                  

Ney da Matta será apresentado hoje


Após tanta espera, às 16h de hoje, na sala de imprensa do estádio Evandro Almeida, o Baenão, Ney da Matta será apresentando oficialmente como novo treinador do Clube do Remo para a temporada 2018. O comandante mineiro, após uma série de especulações, acabou tendo a preferência dos diretores e executivo de futebol azulino, e será um dos responsáveis na busca do acesso à Série B no ano que vem. Da Matta desembarcou na capital paraense ainda na noite de ontem e, hoje, antes da sua apresentação, deverá se reunir com os dirigentes já para adiantar assuntos relacionados à formatação do grupo de atletas.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Náutico x Paysandu ao vivo

Náutico x Paysandu ao vivo





Assistir Náutico x Paysandu ao vivo hoje dia 07/11/2017 no seu celular, tablet e PC grátis.

O jogo entre Náutico x Paysandu ao vivo pode entrar para a história pela alegria ou tristeza dos torcedores do Timbu.

Caso dê o "óbvio" e o Paysandu vença (o que não é óbvio já que natural que qualquer um seja derrotado pelo Náutico na sua casa, mas o Paysandu vem no meio da tabela com muita vantagem sobre o Timbu), a situação do Náutico ficará dramática.

Eduardo Ramos se despede do Remo com o bolso cheio



Eduardo Ramos deixou o Clube do Remo após um acordo da diretoria do Clube com o representante do atleta, nesta terça-feira (07).

De acordo com nota divulgada pelo time azulino, o acordo foi amigável. A nota não detalha qual o destino do jogador.

Eduardo chegou ao Remo em 2014, após "atravessar" a avenida Almirante Barroso, saindo do Paysandu direto para o rival. Foram ao todo 110 jogos, 26 gols e dois títulos com a camisa azulina. Conquistou os campeonatos Paraense de 2014 e 2015, além de ser protagonista na campanha que deu o acesso ao Leão na Série D 2015.

Vale lembrar que durante sua passagem pelo clube azulino, Josué Teixeira fez duras críticas ao meia após ele ser flagrado em uma festa no município de Salinópolis enquanto se recuperando de uma lesão na coxa.

Como se não bastasse a confusão, em setembro deste ano o pai de Eduardo Ramos, Carlos Martins, fez duras críticas ao time paraense, deixando a torcida revoltada.

No Facebook do Clube do Remo, os internautas comentaram a saída do Eduardo Ramos. “Ele é bom atleta mas não fez o dever de casa, deixou muito a desejar. E a diretoria também tem sua parcela de culpa por ele não render o que foi prometido. Atraso de salário, por exemplo, contribuiu e muito pras derrocadas de Eduardo Ramos frente ao clube”, “Mais uma vez gostaria de velo jogar no remo, joga muito, mas culpa da diretoria que não queria pagar ele, por isso não rendeu muito. Que Deus ti abençoe, pois deixaras saudades daquelas arrancadas, onde tu jogar serás bem lembrado”, “Parabéns ao Remo. Parece que agora vai. Que o Eduardo Ramos tenha sorte no seu futuro”, “Coitado! Não vai ver um ‘tustão’ dessa diretoria caloteira!”, comentaram.

E você gostou da saída do Eduardo Ramos?

(DOL)
07/11/2017

Após quatro anos no Baenão, Remo anuncia a saída do meia Eduardo Ramos

Clube divulga uma nota no final da tarde desta terça-feira, afirmando que firmou um contrato amigável com o jogador, que fazia parte da equipe desde o início de 2014

Eduardo Ramos não é mais jogador do Remo (Foto: Ingrid Bittencourt/Ascom Remo )
O fim de um ciclo. O Remo anunciou oficialmente, no final da tarde desta terça-feira, a saída do meia Eduardo Ramos, que tinha contrato com o clube até o final deste mês. De acordo com a nota, foi realizado um acordo amigável com o pai e representante do jogador, Carlos Ramos.
Eduardo Ramos chegou ao Remo em 2014, se transferindo do Paysandu. O Camisa 33, projeto de marketing que envolveu a sua contratação, viveu momentos de irregularidade no Leão, apesar do reconhecido talento técnico. O melhor desempenho no clube foi em 2015, com a conquista do Parazão e o acesso à Série C.
No Remo, ele chegou a ser emprestado duas vezes, para Joinville e Santo André, mas sem destaque. O rendimento na última temporada foi considerado abaixo do ideal. Em abril deste ano, se envolveu em uma discussão com o técnico Josué Teixeira, deixou a equipe, entrou com uma ação na Justiça pedindo mais de R$ 3 milhões, porém, depois de um acordo, retornou ao elenco azulino no final de maio.
O globoesporte.com havia realizado uma enquete para saber a opinião dos internautas sobre a possibilidade de permanência do atleta no Remo. O resultado foi um empate técnico: 50% queriam que o meia continuasse no Baenão, enquanto que os outros 50% se mostraram desfavoráveis à renovação contratual.
Ainda segundo a nota divulgada pelo Remo, ao todo, Eduardo Ramos realizou 110 jogos, com 26 gols e dois títulos estaduais (2014 e 2015).

Veja a íntegra da nota divulgada pelo Remo:

A diretoria do Clube do Remo firmou, no final desta manhã (07), acordo amigável com o representante do atleta Eduardo Ramos, que encerra aqui um ciclo vitorioso no Leão Azul.
Eduardo chegou ao Remo em 2014, com a maior ação de marketing de um Clube paraense até o momento.
Foram 110 jogos, 26 gols e dois títulos com a camisa azulina. Conquistou os campeonatos Paraense de 2014 e 2015, além da campanha memorável no acesso do Clube em 2015, onde Eduardo foi o principal artilheiro da equipe na competição, marcando gols decisivos como no confronto com o Operário-PR, no Mangueirão.

Fonte: Globoesporte PA

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Flávio Venturini posa com blusa do Paysandu em Belém



O cantor e compositor Flávio Venturini, um dos músicos mais queridos do Clube da Esquina, está em Belém para um show. Nesta sexta-feira (03), o mineiro posou com a blusa do Paysandu durante uma visita na loja oficial do clube.

“Lindoooooooooo. Um dos meus cantores favoritos. De lobo fica mais fofo ainda!”, “Uhuuuuu! Valeu @flavioventurinioficial !! #payxaomudatudo”, comentaram os internautas no Instagram do Paysandu.

Por DOL
03/11/2017

+ Lida da semana